PERIPÉCIAS DE UMA MENTE INSANA

Eu sei que esse é só mais blog, dentre milhares que existem por aí. Com certeza ele não é o mais interessante, muito menos o mais bem feito e bem escrito. Eu sei também que ele é escrito por uma pessoa comum, como milhões que estão espalhadas nesse planeta. Sinceramente, não vejo nenhum motivo forte que possa convencê-lo a ler esse blog. Talvez quando eu descobrir, eu te conto.

sábado, 3 de outubro de 2009



O poeta é um fingidor.

Finge tão completamente

Que chega a fingir que é dor

A dor que deveras sente.


E os que leem o que escreve,


Na dor lida sentem bem

Não as duas que ele teve,

Mas só as que ele não tem.


E assim, nas calhas de roda


Gira, a entreter da razão,

Esse comboio de corda

Que se chama o coração.

Fernando Pessoa - Autopsicografia





Em síntese, me sinto uma fingidora.



Nenhum comentário:

Loading...