PERIPÉCIAS DE UMA MENTE INSANA

Eu sei que esse é só mais blog, dentre milhares que existem por aí. Com certeza ele não é o mais interessante, muito menos o mais bem feito e bem escrito. Eu sei também que ele é escrito por uma pessoa comum, como milhões que estão espalhadas nesse planeta. Sinceramente, não vejo nenhum motivo forte que possa convencê-lo a ler esse blog. Talvez quando eu descobrir, eu te conto.

sábado, 20 de novembro de 2010

Preciosidade Literária: Harry Potter e as Relíquias da Morte

  Os livros de J.K Rowling acompanharam fases importantes e deliciosas da minha vida. Destrinchei toda a saga de Harry Potter, dos meus 15 aos 22 anos. Os exemplares me acompanharam em diversos lugares, lia até caminhando (sim, tenho essa mania estranha). Passei por toda aquela ansiedade da espera dos lançamentos de cada um dos livros, assim como o filme que entrou em cartaz essa semana, que milhões de fãs aguardavam ansiosos!
  Pensei várias vezes em fazer as resenhas deles, mas acabava desistindo, por ser um assunto meio  "manjado", digamos assim. Porém, que ocasião melhor do que essa, quando eu estou ansiosíssima para assistir a-primeira-parte-do-sétimo-e-último-filme-das-histórias-mais-lindas-da-minha-adolescência! Que nervoso.

Óh o queridão alii!
Minha coleção Harry Potter *.* tá faltando "A Ordem da Fênix" pois emprestei pro meu irmão.
    O meu exemplar de Harry Potter e as Relíquias da Morte ainda estava lacrado, pois quando eu o adquiri já tinha lido o exemplar da biblioteca. Preferi guardar assim, e só abri pra ler de novo antes de fazer esse post.

   Este é o último livro da série que relata a vida do bruxo Harry e de todos as personagens que o cercam, de maneira profunda e recheado de descrições incríveis. Nessa obra, o bruxinho mais popular de Hogwarts (a escola de magia onde os bruxos aprendem tudo que é importante ou não) enfrenta o maior desafio de sua vida: a batalha final com Lord Voldemort. Pra quem nunca leu nenhum livro da série de J.K., a primeira coisa que deve ficar clara é que não se trata de uma leitura infantil.Existe muito preconceito por parte de quem nunca sequer leu uma linha dessas obras-primas. Posso declarar com convicção: não há como não apaixonar-se com o tom de aventura, emoção e amor que embala a história. A riqueza de detalhes realmente impressiona, as sacadas da autora são geniais, no penúltimo livro ainda encontramos esclarecimentos de fatos que ocorreram no primeiro. Para se ter uma ideia dos leitores, meu irmão de 27 anos adora, minha mãe é fã e eu amo muito.

   O Lord das Trevas, maior inimigo de Harry e da comunidade bruxa, está de volta e mais forte do que nunca. Harry está com 17 anos, cheio de dúvidas e questinamentos que abalam a adolescência de qualquer um. Além disso, Dumbledore, o maior ídolo de todas as gerações de bruxinhos que frequentam Hogwarts está morto, e muitas dúvidas assolam todos aqueles que o conheceram. Harry e seus amigos passam a ser perseguidos por Voldemort e os comensais da morte e precisam se esconder rapidamente, em diversos lugares diferentes. A história desenrola-se com muitas descobertas por parte do leitor, durante uma leitura envolvente, que nos faz prender a respiração diversas vezes.
   Durante toda a obra, os melhores amigos da série, Harry, Rony e Hermione, se veem enredados numa teia de desconfianças e anseios. A amizade é posta a prova, transformando-se num cenário à parte, tão ou mais importante que a batalha final com Voldemort. Cada um deles possui temperamento distinto, o que torna a relação e o convívio dos três num desafio a mais. Com a ajuda dos bruxos mais experientes, eles conseguem esconder-se e continuar na busca pelas Horcruxes, que são a única maneira de derrotar o Lorde das Trevas. Tentando tornar-se imortal, Voldemort dividiu seu corpo em 7 Horcruxes e as escondeu em lugares incrivelmente inusitados, e a missão de Harry nesse último livro é destrui-las.
 
   Infelizmente, não há como resenhar toda a complexidade do Universo de Harry Potter. Ele foi construído durante 7 anos, de maneira impecável, empolgante e emocionante. Uma obra que deveria ser lida por todas as idades e em todas as partes do mundo. A minha dica pra quem não conhece ainda é: leia! Permita-se conhecer o trabalho dessa escritora maravilhosa e simples, que magicamente encheu as nossas vidas de alegria e marcou uma geração.
                                                                      
Este livro
é dedicado 
a sete pessoas:
a Neil,
a Jessica,
a David,
a Kenzie,
a Di,
a Anne,
e a você,
que acompanhou
Harry
até o
fim.

Difícil é ler a última linha e se dar conta que não só a adolescência de Harry acabou, mas a minha também.

2 comentários:

Marcia Kupo disse...

aaaah, eu tb adoro o Harry! e, assim como tu, tb acompanhei, livro após livro, ansiosa e não querendo que acabasse nunca!

cresci com o Harry... li o primeiro livro com 13 e o tempo foi passando, ele cresceu e eu tb!

meu filho vai ler CERTOOOOO hauahuahuahau

He-Man Augusto disse...

mamãe tbm adora o Harry.

Loading...