PERIPÉCIAS DE UMA MENTE INSANA

Eu sei que esse é só mais blog, dentre milhares que existem por aí. Com certeza ele não é o mais interessante, muito menos o mais bem feito e bem escrito. Eu sei também que ele é escrito por uma pessoa comum, como milhões que estão espalhadas nesse planeta. Sinceramente, não vejo nenhum motivo forte que possa convencê-lo a ler esse blog. Talvez quando eu descobrir, eu te conto.

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Carrego uma luz dentro do meu coração. Essa luz me acompanha desde que passei a ter a noção de que meu corpo possui uma alma, e que os dois são uma coisa só. Por muitas vezes, manteve-se estável, num brilho constante e tímido. Esses momentos foram maioria na minha jornada até aqui. Pode ser que não tenha sido a luz ideal, porém o simples fato de saber que ela estava lá, iluminando vagarosamente o meu peito e os meus dias, me deixa plenamente satisfeita.

Em diversas situações, a luz apagou-se. Foram momentos muito difíceis, onde eu tive que procurá-la em qualquer lugar que fosse, menos dentro de mim. Não pude contar com aquele brilho simples e certo, ao qual já havia me acustumado. Mesmo assim, a ausência da luz me fortaleceu. Contribuiu para a formação da minha personalidade, do meu caráter e para que se fixassem todas as nuances que compõem o meu "eu".

Ultimamente, a felicidade me ocupa, pois tenho sentido ainda mais a presença da minha luz. O que por tempos permaneceu quietinha, hoje intensifica minha alegria de viver. Passo os dias maravilhada com o seu brilho, que está renovado e ofuscante. Está tão exuberante, que por vezes parece querer queimar, numa ânsia desesperada de se libertar para viver plenamente e atingir o êxtase da intensidade. Minha luz agora não está só no coração. Espalha-se por todo o corpo, tentando escapar pelos dedos. Tomando forma e adquirindo vida própria.

Mesmo sem procurar, minha luz me dá a certeza que eu encontrei. Os olhos inexplicavelmente magnéticos, que nem em sonhos imaginei, hoje me fitam fascinados, emoldurando a cara de bobo mais linda que eu já vi.

J&T

2 comentários:

Erika disse...

De todas as coisas que tu escreve,essa pra mim é a mais bela de todas que eu já li!

sintesecerebral disse...

o quanto eu te gosto
o quanto eu te quero
o quanto tu me faz feliz
o quanto cada vez mais eu quero estar contigo

nãp sei expressar a medida de tudo isso, mas sei como me sinto a respeito a cada mais que eu passo contigo:

Incondicional

Loading...